Com ameaças digitais cada vez mais sofisticadas, as empresas precisam se preparar para os novos perigos que irão enfrentar

Segurança 11 de julho de 2019

Na mesma velocidade em que novas inovações tecnológicas surgem, crimes cibernéticos se tornam cada vez mais modernos e bem-sucedidos. Novas funcionalidades, como a Inteligência Artificial, vêm sendo utilizadas para sofisticar e aumentar a eficiência de ataques. Grande parte das empresas, porém, não conseguem acompanhar essa dinâmica na mesma velocidade.

Organizações de todo mundo acumulam atualmente grande responsabilidade no reforço de suas estruturas de segurança e em suas ramificações, como em data centers, nuvem e acessos à rede por meio de dispositivos móveis. Com uma sólida estratégia de segurança, essas empresas tornam-se mais preparadas para ataques modernos, protegendo assim dados sigilosos e informações coletadas de seus clientes.

Porém, antes de escolher uma estratégia de segurança, é preciso conhecer as principais tendências de fraudes eletrônicas existentes no mercado. Conheça cinco delas abaixo:

  1. SPAMS MAIS PESSOAIS
    O e-mail malicioso é uma das principais ferramentas utilizadas pelo mundo do crime digital. Apesar de amplamente difundido, muitos usuários ainda clicam em links infectados ou fraudulentos. O problema é que esse tipo de ameaça está cada vez mais pessoal e difícil de ser detectada. Os serviços de geolocalização permitem que hackers abordem pessoas com ofertas bem direcionadas, dificultando o processo de verificação da veracidade do e-mail.
  2. ATAQUES MAIS SOFISTICADOS
    Por meio de informações obtidas ilegalmente, hackers conseguem acessar contas bancárias e utilizar os dados de outras pessoas para fazer empréstimos, abrir novas contas e cometer diversos tipos de fraudes. Além disso, criminosos conseguem alterar informações de contato e políticas de segurança dos proprietários, obtendo livre acesso para drenar recursos e cometer outros crimes.
  3. CIBERATAQUES POLÍTICOS
    Uma tendência que tem se tornado popular no Brasil e em todo o mundo é o ataque voltado para obter vantagens políticas. Esse tipo de ciberataque deve acontecer cada vez mais, pois os hackers têm conseguido encontrar brechas nas infraestruturas críticas das empresas. Além disso, a tendência de empresas e pessoas realizarem a maioria de suas transações e atividades por meio da internet aumentam as chances dessa fraude eletrônica ser bem-sucedida.
  4. ATAQUES EM DISPOSITIVOS MÓVEIS
    Por muito tempo, empresas acreditavam que apenas os computadores e máquinas utilizadas em seu ambiente eram alvos de crimes digitais, dispensando os dispositivos móveis de monitoramento e controle. No entanto, essa realidade mudou. Com o aumento do acesso móvel e do teletrabalho, muitos ataques são direcionados para os smartphones dos usuários para roubar informações. Ataques man-in-the-middle, pontos de acesso à Internet inseguros e malwares em dispositivos que executam aplicativos não autorizados são alguns meios utilizados pelos cibercriminosos para invadir dispositivos móveis.
  5. ATAQUES A DISPOSITIVOS IoT E ASSISTENTES IA
    A Internet das Coisas e a Inteligência Artificial estão cada vez mais presentes no dia a dia das corporações. Ambos são capazes de trazer muitos benefícios para o ambiente de trabalho. No entanto, também podem ser explorados pelos cibercriminosos e as chances de ataques serem bem-sucedido são grandes porque a maioria dos usuários ainda é negligente em relação à segurança desses dispositivos. As empresas que portam essas tecnologias precisam reforçar suas medidas de segurança e contar com parcerias com fornecedores de TI que ofereçam ferramentas tecnológicas de última geração para afastar esses tipos de ameaças.

A A.Telecom dispõe de um vasto portfólio com soluções de segurança desenvolvidas para qualquer tipo de organização. Entre em contato com nossos especialistas e saiba mais!

Este texto é uma adaptação de um post no blog do Canal Comstor. Confira aqui a matéria completa.